Como surgiu a rede?

Em 1976, o município do Rio de Janeiro, para evitar a repetição do chamado “paredão de Copacabana”, ditou regra para as novas construções de edifícios residenciais: que todos eles passassem a possuir varandas e não fossem mais simples caixotes, sem qualquer estética e inteiramente desumanos. As novas construções, daí em diante, passaram a ter como chamarisco de venda o tema publicitário: “as varandas voltaram!”

Assim, a cidade do Rio de Janeiro voltou a ficar mais bonita e mais humana. Todas as construções, a partir da edição do Regulamento de Zoneamento, através do Decreto n° 322/76, não podiam ser fechadas ou envidraçadas, mesmo em parte, sob qualquer pretexto, sendo o condomínio solidariamente responsável pela obediência a esta proibição, conforme disposto no parágrafo 9° do Art. 144, desse Decreto.

Acontece, porém, que essas novas varandas trouxeram humanização e beleza aos novos edifícios, mas acarretaram, por outro lado, problemas de segurança para as crianças.

Assim surgiram as redes de proteção! As telas, que eram usadas originalmente para a pesca, ganharam mais tecnologia e passaram a ter outra finalidade e serem utilizadas como proteção para crianças, pois proporcionavam segurança sem absolutamente quebrar a harmonia arquitetônica do edifício, com a vantagem, ainda, de poderem ser removidas a qualquer hora.

Quando devo instalar?

Não se pode precisar o momento ideal para se colocar a rede, uma vez que os hábitos familiares variam de acordo com cada família.

Sugerimos que seja feita uma análise pessoal de alguns fatores para se avaliar o risco:

  • Os pais ficam constantemente com a criança?
  • A criança fica muito tempo em casa?
  • As janelas/varandas são baixas ou de alta periculosidade?
  • Os vãos têm vista para o playground, piscinas, escolas ou qualquer espaço que tenha outras crianças ou algo que chame a atenção?
  • A criança é agitada?
  • As crianças quando se juntam tornam-se mais expansivas e mais encorajadas a fazer arte. Outras crianças frequentam o local?
  • Possui piscina ou escada em casa?

Obs.: Mesmo crianças mais velhas ainda não têm real noção dos perigos e em momentos de pânico costumam não conseguir reagir.

Em caso de dúvidas, lembre-se: não vale a pena correr riscos. Tome as devidas precauções para que nada aconteça ao seu filho. A vida do ser humano é muito preciosa. Você sabia que a maioria dos acidentes com crianças acontece dentro de casa?

Barão Redes, a qualidade que a sua segurança precisa.

Entre em contato conosco, que um dos nossos consultores visitará a sua instalação e, com certeza, te dirá o que é melhor para a sua família se sentir segura.

Ligue Grátis

Efetuando Chamada

. . .

Por favor, aguarde. Seu telefone irá tocar.

Avalie nossa empresa no GuiaMais.com